Edilene Candido
Edilene Candido

Visto de procura de trabalho: o que fazer quando chegar em Portugal?

Visto de procura de trabalho: o que fazer quando chegar em Portugal?

Você quer vir para Portugal em busca de uma oportunidade de trabalho? Então provavelmente, o visto mais indicado pra você é o visto de procura de trabalho e se você já o recebeu, veja o que você precisará fazer quando chegar em Portugal com este visto.

O visto de procura de trabalho foi criado em 2022 e permitiu que pessoas que ainda não tem um emprego garantido, residam legalmente no país enquanto procuram uma vaga.

Como o visto tem validade de apenas 120 dias, prorrogável por apenas mais 60, não dá pra perder tempo, certo?

Neste artigo vou explicar tudo sobre esse tipo de visto e o que você deve fazer quando chegar em Portugal!

Índice do artigo:

O que é visto de procura de trabalho em Portugal

Este é um dos tipos de visto mais recentes. Ele foi criado em 2022, a partir da publicação da Nova Lei de Estrangeiros de Portugal, e é destinado a pessoas que desejam procurar trabalho no país.

O visto de procura de trabalho tem validade de 120 dias e pode ser prorrogado por mais 60 dias. Para a prorrogação, será necessário apresentar:

Caso o prazo de validade expire e você ainda não tenha constituído uma relação de trabalho com contrato subordinado – não será aceito contrato de prestação de serviços -, você deverá deixar o país.

Nesta situação, o estrangeiro só poderá solicitar novo visto de procura de trabalho depois de um ano.

Como solicitar o visto de procura de trabalho em Portugal

O visto de procura de trabalho em Portugal deverá ser solicitado à VFS Global, num Posto Consular ou no Portal e-Visa. O local escolhido vai depender do seu endereço. Para solicitação via VFS Global, ao acessar o site da empresa, você deverá procurar pelo campo “Visto de residência”. É onde você encontrará informações sobre requerimentos e como fazer.

A solicitação do visto deve ser feita enquanto ainda está no seu país de origem ou onde reside legalmente! Não recomendo que você venha para Portugal como turista com a intenção de residir e tente se legalizar quando já estiver em território lusitano.

Para saber mais detalhes sobre o visto de procura de trabalho, veja este vídeo que gravei para o meu Canal do Youtube.

O que fazer quando chegar em Portugal

Como falamos acima, o visto de procura de trabalho tem validade de apenas 120 dias e pode ser prorrogado por apenas mais 60. Então, é preciso otimizar este período.

Por isso, assim que você chegar em Portugal, é importante que siga alguns passos para ter mais chances de encontrar seu emprego.

Quando chegar em Portugal, sugiro seguir os seguintes passos:

  • Pedido de atribuição do NIF;
  • Pedido de emissão do NISS;
  • Definir se optará pelo agendamento de entrevista no SEF ou pela Autorização de Residência (AR) da da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP);
  • Encontrar um local para morar e emitir o Atestado da Junta de Freguesia para ter um comprovante de morada;
  • Abrir uma conta em banco;
  • Se optou pela AR da CPLP, abrir sua atividade para ser profissional independente, emitir recibo verde e ampliar suas opções de trabalho;
  • Atualizar o seu currículo;
  • Atualizar o perfil do LinkedIn;
  • Fazer contato com empresas de recrutamento de Portugal;
  • Pesquisar empresas da sua área de atuação ou em que pretende atuar, descobrir como são feitos os recrutamentos e se cadastrar;
  • Participar de grupos da sua comunidade (a brasileira é bem grande aqui) e entender o que eles fazem ou fizeram para conseguir trabalho;
  • Conversar nos órgãos, cafés, banco, enfim, sempre tem a chance de cruzar com alguém que sabe de alguma oferta ou de empresas que sempre contratam;
  • Entregar seu currículo! Sim, aqui ainda é comum a figura da impressão e entrega em alguns lugares ou regiões.

Encontrar moradia e abrir uma conta em banco português

A moradia é o nosso lugar de segurança, é onde vivemos com nossa família e também como provamos que temos local para ficar em Portugal.

Este é um item essencial quando você se muda para Portugal, porque para emitir diversos documentos, por exemplo, você precisará comprovar sua morada por meio de um atestado, emitido pelo Junta de Freguesia.

Se você estiver em alojamento temporário e não tiver um contrato de arrendamento ou de compra de um imóvel, não conseguirá emiti-lo.

A minha sugestão é de que você faça essa busca por imóveis, seja para arrendar ou para comprar, antes mesmo de chegar ao país. Isso pode te trazer mais tranquilidade e reduzir as chances de assinar contratos com valores de aluguel muito altos.

Mas, lembre-se, essa busca por imóveis deve ser feita com um profissional especializado. Evite contratar qualquer pessoa, sem conhecer o histórico profissional, e cair em golpes!

Outro ponto importante também é que não se consegue um emprego ou um contrato de trabalho em Portugal sem antes ter uma conta em um banco português. É por meio dela que você receberá o salário do período trabalhado.

Claro que você pode dizer: estou sozinho e o visto só vale por 120 dias, então, não vou fazer contrato de aluguel de longo prazo, mas muitos órgãos vão pedir um comprovante de morada, inclusive para abrir conta em banco, então, pense num quarto, por exemplo, e solicite ao proprietário que faça um contrato ou que o acompanhe na Junta de Freguesia para ter comprovante.

Além disso, sem uma conta bancária você também é impedido de fazer abertura de atividades, contrato de trabalho, entre outras coisas. Ou seja, este é um fator fundamental para sua vida em Portugal!

Pedido de atribuição de NIF

Primeiramente, vamos começar com a documentação.

O Número de Identificação Fiscal (NIF) é conhecido como “número de contribuinte”, em Portugal. É ele que identifica o contribuinte de uma obrigação tributária que deverá pagar ao Fisco. É uma espécie de CPF no Brasil.

Para fazer o pedido de NIF, você vai precisar apresentar alguns documentos, como:

No momento do pedido, os cidadãos não residentes em território português (que ainda não moram em Portugal ou ainda não têm autorização e residência estabelecida, como os estrangeiros que acabam de chegar), são obrigados a designar um representante fiscal domiciliado em Portugal.

Mas cuidado ao escolher seu representante fiscal: ele será seu portador das comunicações entre as Finanças e o representado. O endereço que fica atrelado é o do representante fiscal.

É possível emitir o NIF ainda no Brasil, assim você já chegará em Portugal com o número atribuído e apto a assinar contratos, por exemplo.

Com o auxílio de um advogado procurador, você se adianta em fazer a emissão dos seus documentos e evita transtornos quando estiver em território português.

Lembrando que o NIF é obrigatório para todas as relações comerciais, fiscais e jurídicas dentro do país.

Pedido de atribuição do NISS

O Número de Identificação na Segurança Social (NISS) é um cadastro semelhante ao PIS/Pasep, no Brasil. Todas as pessoas que exercem atividade profissional em Portugal precisam do NISS para fins de segurança social.

O pedido deve ser feito junto à Segurança Social, que se iguala à Previdência Social brasileira, e caso você queira trabalhar, ter subsídios do governo ou ainda contribuir para a aposentadoria.

A maneira de solicitar o NISS mudou recentemente. Agora, o requerimento é feito de maneira online. Após fazer o pedido, você receberá a confirmação por e-mail.

Em seguida, deverá comparecer pessoalmente para retirar o documento no balcão da Segurança Social. Caso você ainda não tenha chegado em Portugal, um representante legal poderá fazer a retirada do NISS.

Ao fazer o requerimento, você precisará informar:

  • Nome;
  • Filiação;
  • Data de nascimento;
  • Tipo de documento de identificação civil, como Autorização de Residência, visto de trabalho, passaporte; ou identidade;
  • NIF, caso já esteja atribuído;
  • Comprovante de endereço (aqui chamado de atestado de morada da junta de freguesia);
  • Procuração com poderes específicos se um procurador fizer por você.

Agendamento de entrevista no SEF ou Autorização de Residência da CPLP

Atualmente, os vistos emitidos em países da CPLP não vem mais com agendamento no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) marcado. No entanto, você pode entrar em contato com o SEF para solicitar o agendamento.

No dia da entrevista, deverá levar os documentos solicitados mais o seu contrato de trabalho subordinado.

Você também pode optar por solicitar Autorização de Residência da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), caso não queira esperar pelo agendamento do SEF.

A segunda opção pode ser requerida por pessoas oriundas da Comunidade de Países de Língua Portuguesa, de forma online e automática. Será necessário se deslocar ao balcão do SEF apenas em casos de menores de idade.

Caso você tenha optado pela Autorização de Residência (AR) da CPLP, você poderá ser um prestador de serviços e não ficar preso ao contrato de trabalho.

Para isto, poderá abrir atividade nas Finanças e emitir recibos verdes para ampliar o leque de opções de trabalho sendo um profissional independente.

Atualizar o currículo

Esta é uma das partes mais importantes quando você vai se apresentar às empresas: mostrar o currículo. Por aqui, existe o CV Europass. Este é um dos currículos padrão utilizado em toda a Europa. Tanto empregadores quanto instituições de ensino o conhecem bem.

Para fazer esse currículo, você deverá fazer seu cadastro no Europass, informando suas habilidades, formação, experiência profissional e competências. Em seguida, você poderá selecionar as informações que deseja inserir no documento.

O próximo passo é escolher o formato que você deseja e clicar para concluir. O Europass pode ser criado em 30 línguas. Você também tem a opção de guardar o documento na Biblioteca da plataforma e compartilhá-lo com os empregadores.

Atualizar o perfil do LinkedIn

O LinkedIn também é uma ótima forma de buscar uma oportunidade no mercado de trabalho. Esta é uma rede social profissional em que você pode publicar suas experiências e atualizar seu perfil para torná-lo mais atrativo para empresas que estão recrutando novas vagas.

No LinkedIn é possível estabelecer conexões com outros profissionais e empresas, pesquisar sobre novas vagas de trabalho e fazer networking.

Fazer contato com empresas de recrutamento de Portugal

Sites de empresas de recrutamento são ótimos locais para pesquisar vagas de emprego. As agências de recrutamento atuam em todo o processo de seleção, desde a descrição e disponibilização da vaga até a escolha dos candidatos.

Entre os principais sites de recrutamento em Portugal estão:

Há também site que divulgam vagas de emprego. Eles não cuidam do processo de seleção como um todo, como fazem as empresas de recrutamento, mas são ótimos locais para buscar vagas disponíveis e ver as exigências do cargo.

Entre os principais sites de procura de emprego estão:

Pesquisar sobre sua área de atuação em Portugal

Agora, vamos em busca de saber como está o mercado de trabalho na sua área de atuação! Primeiro, você precisa comprender que Portugal tem uma realidade muito diferente do Brasil.

Pode não ser tão fácil encontrar a vaga que você tanto deseja logo de primeira, mas não é impossível ingressar no mercado de trabalho português.

Pesquise empresas em que gostaria de trabalhar, descubre como elas fazem o recrutamento para poder se candidatar às vagas.

Um bom caminho para você iniciar essa busca por oportunidades em Portugal é pesquisar no LinkedIn. Já falei aqui sobre a importância dessa rede social, que conecta empresas e profissionais. Então, por meio dela é possível encontrar vagas de trabalho e se candidatar.

Outras formas é participar de grupos da sua comunidade e entender o que eles fazem ou fizeram para conseguir trabalho. Converse nos órgãos, cafés, banco, enfim, sempre tem a chance de cruzar com alguém que sabe de alguma oferta ou de empresas que sempre contratam.

E entregue seu currículo! Sim, aqui ainda é comum a figura da impressão e entrega em alguns lugares ou regiões.

A partir disto você começará a entender também qual a carga horária de trabalho na sua área, qual o valor pago aos profissionais, em média, e quais são as exigências comuns em cada função.

Ter essas informações bem claras pode te ajudar a não aceitar um emprego que pague muito abaixo do mercado e até mesmo saber se você atende os requisitos mínimos para o cargo que busca.

Exigências específicas para algumas profissões em Portugal

Em alguns casos, será necessário validar o seu diploma para iniciar sua atuação em Portugal. Essa validação se chama reconhecimento de grau. A exigência é para profissionais de áreas como Odontologia, Fisioterapia, Enfermagem, entre outros.

Entretanto, como este processo leva alguns meses, recomendo pesquisar isso antes de ir pra Portugal e já iniciar o pedido de validação do diploma ainda no Brasil, caso queira atuar na sua profissão.

Outros segmentos profissionais não exigem reconhecimento de grau. Então, basta você pesquisar para saber como ingressar na área que deseja!

Para tirar essa dúvida você deverá procurar informações sobre a existência ou não de órgão regulamentador da sua profissão em Portugal.

Se você ainda tem dúvidas sobre o visto de procura de trabalho em Portugal, comente aqui embaixo!

Até a próxima,

Edilene Gualberto.


Você também pode gostar

Transporte público em Portugal: como não se perder quando chegar no país

Transporte público em Portugal: como não se perder quando chegar no país

Ao se mudar para outro país, você irá se adaptar a uma nova cultura e jeito de viver. Um dos…

LER ARTIGO COMPLETO
Volta às aulas: saiba tudo sobre a matrícula escolar e o ano letivo em Portugal

Volta às aulas: saiba tudo sobre a matrícula escolar e o ano letivo em Portugal

O ano letivo português é diferente do Brasil. Vem saber mais sobre matrícula e ano letivo nas escolas de Portugal.

LER ARTIGO COMPLETO
Saiba tudo sobre o custo de vida em Portugal

Saiba tudo sobre o custo de vida em Portugal

Se você ainda está se organizando para se mudar de país, você deve incluir no seu planejamento informações sobre o…

LER ARTIGO COMPLETO