Edilene Candido
Edilene Candido

Quer morar em Portugal? 5 motivos para não vir como turista

Quer morar em Portugal? 5 motivos para não vir como turista

É muito comum ver brasileiros que vieram morar em Portugal, optarem por entrar no país como turista e, depois, tentar se legalizar no país para ficar mais tempo.

Isto porque, brasileiros não precisam de visto para entrar como turistas no Espaço Schengen, do qual Portugal e outros países da União Europeia fazem parte. 

Mas há diversos riscos em fazer isso! Veja os 5 motivos para não vir para Portugal como turista se você pretende morar aqui. 

Índice do artigo:

Visto de turista expira em 90 dias

Não existe necessidade de solicitação de visto caso você venha para o país a turismo. No entanto, você só poderá permanecer em Portugal por 90 dias dentro de 180. Genericamente, se em 6 meses usar 3, só pode retornar no próximo semestre.

Em Portugal você pode pedir prorrogação por mais 90, mas terá uma data para retornar. Então, para quem pretende morar, não faz muito sentido prorrogar.

Após esse período, você não estará mais legalizado aqui. Então, quando você chega em Portugal com a intenção de morar, você ficará ilegal no país rapidamente. 

Neste caso, precisará entrar com um pedido de manifestação de interesse para se legalizar e a fila está enorme! Ou avaliar quais são os casos de dispensa de visto, quem nem todos enquadram.

O prazo para regularização por meio da Manifestação de Interesse pode levar entre 2 e 3 anos atualmente. Será que vale a pena esperar tanto se você pode fazer tudo certinho já na primeira vez?

Visto certo para Portugal

Não poderá sair de Portugal

Outro ponto é a impossibilidade de transitar entre os países. Uma vez expirado o visto de turista, você não poderá sair e voltar para Portugal. 

Terá que aguardar até que esteja legalizado.

E, com isso, não poderá visitar outros países ou até mesmo voltar para o Brasil a passeio porque pode ter problemas na imigração na volta. 

Dificuldade de emitir documentos

Alguns documentos portugueses, como o número de utente, não são emitidos para quem não está legalizado no país.

Além disto, conseguir um imóvel, um crédito pessoal, cartão de crédito, será difícil para quem não tem autorização para viver legalmente no país. Falta credibilidade no mercado.

E estará na dependência de um representante nas Finanças, por exemplo, para o NIF e caso você queira ser um trabalhador autônomo ou independente, há a necessidade de fazer abertura de atividade. 

Dificuldade de trazer sua família

visto acompanhamento familiar portugal

Outro motivo para não vir morar em Portugal como turista é que, caso você venha sem esposo ou esposa, ou os filhos, a possibilidade de você não conseguir trazê-los é muito grande.

Os vistos de residência permitem a emissão do visto de reagrupamento familiar ou acompanhamento familiar, para que você possa levar sua família em segurança. 

Ou terão que aguardar sua legalização para virem se não quiserem arriscar-se na imigração como turistas.

Reagrupamento Acompanhamento Familiar Portugal

Intenção do Governo português

É importante que você se atente a esses pontos porque o Governo português quer impedir a imigração ilegal, ou seja, existem ações específicas para barrar a quantidade de pessoas que entram no país como turista para residir desde a chegada no Aeroporto. 

O país tem uma série de regras para turistas e, entre elas, a necessidade de apresentação de documentos, como: passaporte com validade superior a três meses; comprovante de onde ficará hospedado durante as férias; documento que comprove vínculo de trabalho ou atividade profissional no Brasil; passagem aérea de ida e volta; comprovantes financeiros; e seguro viagem válido pelo tempo de estadia. 

Se houver suspeita de que sua viagem não será apenas a passeio ou faltar algum documento, as autoridades portuguesas poderão recusar a sua entrada no país. 

Não terá direito à nacionalidade portuguesa

As pessoas que moram, legalmente, há mais de cinco anos em Portugal podem solicitar cidadania portuguesa, mesmo que não tenham parentesco sanguíneo. Isso quer dizer que mesmo que você fique por muitos anos no país, se estiver ilegal ainda não terá direito ao documento. 

Este período de 5 anos para fins de obtenção de cidadania só começa a contar após a emissão da Autorização de Residência (AR). 

Por fim, vale lembrar que o Governo Português criou novas regras para os imigrantes com o objetivo de facilitar a emissão dos vistos e reduzir a quantidade de pedidos de manifestação de interesse de imigrantes que querem se legalizar no país. 

Para evitar problemas, pesquise qual é o visto certo para você e faça tudo corretamente!

Neste vídeo que gravei para o meu Canal, explico quais são os tipos de visto para Portugal e em qual caso cada um é indicado. Vem ver.

Com um bom planejamento e apoio de assessoria migratória você não vai precisar passar todo esse risco e ainda ficar ilgeal perante a justiça portuguesa. 

Sem contar que a sua mudança será muito mais segura e tranquila.

Até a próxima,

Edilene Gualberto


Você também pode gostar

Transporte público em Portugal: como não se perder quando chegar no país

Transporte público em Portugal: como não se perder quando chegar no país

Ao se mudar para outro país, você irá se adaptar a uma nova cultura e jeito de viver. Um dos…

LER ARTIGO COMPLETO
Volta às aulas: saiba tudo sobre a matrícula escolar e o ano letivo em Portugal

Volta às aulas: saiba tudo sobre a matrícula escolar e o ano letivo em Portugal

O ano letivo português é diferente do Brasil. Vem saber mais sobre matrícula e ano letivo nas escolas de Portugal.

LER ARTIGO COMPLETO
Visto de procura de trabalho: o que fazer quando chegar em Portugal?

Visto de procura de trabalho: o que fazer quando chegar em Portugal?

Saiba o que você deve fazer assim que chegar em Portugal caso tenha vindo ao país com o visto de…

LER ARTIGO COMPLETO